A TV provando seu valor

Sempre ouvi muito falar de “The Wire”, da HBO, e finalmente, agora sabática, parei pra ver. Acabo de terminar a 3a. de 5 temporadas e fiquei tão mexida que tive vontade de ver o que os críticos falaram sobre ela. Sempre faço isso com filmes. Quando vejo um filme que me pega de jeito, preciso ver o que se falou sobre ele. Ajuda a elaborar a opinião, colocar em palavras o que você sente.

Acho que demorei tanto por 2 motivos. Primeiro, porque quando vc assiste a vários episódios seguidos de uma vez (o famoso binge watching), leva um tempo pra criar aquela relação com os personagens e querer saber mais sobre eles. Apesar de já ter visto 39 episódios, só estou acompanhando a série há 3 semanas. Além disso, a trama é densa, cheia de termos técnicos policiais e gírias de gueto. Difícil de criar aquela curiosidade imediata que vai além da tela.

Segundo, porque a 3a. temporada é daquelas que ficam marcadas na memória. As duas primeiras são boas, sem dúvida, ou eu não teria chegado tão longe. Bons personagens (e atuações), bom enredo, diálogos hiper-realistas e produção precisa. A série, pra quem nunca ouviu falar, acompanha um grupo de policiais da cidade de Baltimore, perto de Washington D.C., e aparentemente extremamente violenta.  Mas ela não apenas mais uma série policial (e olha que já vi muitas). Ela acompanha todo o ecossistema, mostra toda a sujeira, toda a dor e todo o heroísmo que existe na vida real de quem se vê, propositalmente ou não, envolvido com crime. E acho que a 3a. temporada deixa isso ainda mais claro ao levantar uma discussão ética, moral e social muito profunda quando comparada ao que costumamos ver em ficção na TV sobre legalização de drogas. Quase um estudo de caso.

Pois então, fui ao google procurar críticas da série e achei uma coincidência tão fantástica que decidi fazer esse post. Esbarrei em uma matéria escrita justamente entre a terceira e a quarta temporadas elogiando a importância da série e delcarando-a “the best show ever broadcast on American television”. OK, a matéria é de 2006 e desde então, para nossa sorte, a produção televisiva americana só melhorou. Mas achei muito interessante que a motivação para escrever sobre “The Wire” tenha vindo para este jornalista no mesmo momento em que eu fui em busca de ajuda. Vale ler e, mais do que tudo, vale assistir!

E dá licença que vou começar a quarta temporada agora. 🙂

wire
*SPOILER ALERT* Uma análise interessante que encontrei de alguns personagens. Mostra claramente como é cinza a linha entre o bem e o mal.
Anúncios

Um comentário sobre “A TV provando seu valor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s